quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Cuidar dos próprios filhos é considerado emprego na Alemanha



Li esse texto no blog Tudo de Bonn e amei, vou reproduzir aqui, para ler o post no blog original clique (aqui)

Por:Arlete Helena Gomes Soffiatti

Para aqueles que acreditam que pagam imposto pra sustentar vagabundo que põe filho no mundo só pra viver da ajuda social do governo, a informação abaixo cai como mais uma bomba: 

O TRABALHO DE SER MÃE E DONA-DE-CASA FULL TIME É RECONHECIDO PELO GOVERNO ALEMÃO!!!!


Quando tive meu segundo filho aqui, recebi uma carta do Deutsche Rentenversicherung (o INSS alemão) dizendo que, por não estar registrada como empregado, trabalhador temporário ou autônomo, ou seja, por não contribuir mensalmente com o DRV, eu teria o direito, durante os três primeiros anos de vida do meu filho, ao recolhimento mensal efetuado pela própria intituição em meu favor. Como quando a esmola é demais, o santo desconfia, eu não dei muita bola pro babado, pra não levantar a lebre e acabar descobrindo  que eu teria que fazer algo pra merecer isso.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Passeio de domingo Rüdesheim am Rhein às margens do rio Reno



"Toda a história da Europa (…) está resumida neste rio de guerreiros e de pensadores, nesta onda imensa que sacode a França, neste murmúrio profundo que faz sonhar a Alemanha. 
O Reno reúne tudo."
Victor Hugo (1842) 

Willkommen!
No último domingo decidimos nos aventurar pelos arredores e o destino escolhido foi Rüdesheim am Rhein, cidade localizada às margens do rio Reno numa região que foi considerada patrimônio da humanidade. O rio Reno Atravessa ou acompanha seis países: a Suíça, a Áustria, o Liechtenstein, a Alemanha, a França e os Países Baixos. Ótima pedida se você gosta de castelos, o rio Reno possui vários ao longo de suas margens. A região também é famosa por seus vastos campos de parreira e a produção de vinhos. Hoje em dia o local é muito visitado por turistas e você encontra vários restaurantes e lojas, já se você quer fugir da multidão os locais afastados do centro oferecem mais romantismo e a mesma beleza. Fechamos o dia com um jantar no restaurante Waldgeist, famoso por seus pratos xxxxxxl, Schnitzel de 1kl, bife e 1,2kl e sandwuiches de 30cm! Bom eu fiquei no Schnitzel de 500gr e mesmo assim não comi nem a metade e 1lt de cerveja. Delícia!








Rio Reno




Burg Ehrenfels
Uvas!




segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Lições que você aprende morando na Europa

Depois que passa o primeiro choque cultural as diferenças começam a ser absorvidas e transformadas em hábitos, coisas que ficam pra sempre conosco e que ninguém tira, levamos com a gente quando voltamos ao Brasil:

-Pontualidade. 6hrs não são 6.15 nem 6.30.
-Reciclar. Vira parte do dia dia e uma coisa mais do que natural, separar o lixo seletivamente, consciencia ecologica que também reflete no
-Uso de sacolas retornáveis. Você leva as sacolinhas por onde vai e não polui mais ainda o ambiente com aquelas sacolas horríveis de plástico
-Respeitar o pedreste e o ciclísta. Aprender a conviver pacificamente, cada um fazendo sua parte cumprindo os deveres e exigindo os direitos
-Tirar o sapato antes de entrar em casa, se você para pra pensar é simplesmente uma questão de higiene, sujeira do lado de fora deixa do lado de fora
-Sair debaixo das asas da mãe cedo. Os jovens saem de casa pra ir estudar trabalhar já desde cedo, adquirem independencia e vão se virar
-Deixar o carro na garagem. A bicicleta é usada demais e as pessoas caminham muito também
-Praticar mais exercicios. As pessoas estão sempre procurando novas alternativas para ser mais saudável, mas o bom e velho exercício está sempre presente no dia a dia do Europeu

Essa não passa de uma lista pessoal sobre a minha percepção, cada um tem uma perspectiva e alguns não absorvem absolutamente nada da cultura alheia, mas é  bom lembrar que é sempre legal aprender e ter a mente aberta!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

terça-feira, 8 de outubro de 2013

O “Festival of Lights” de Berlim atrai visitantes de todo o mundo



Berlim, que por si própria já é fascinante, torna-se ainda mais encantadora durante o mês de outubro, quando acontece o Festival of Lights – evento que transforma a capital da Alemanha em uma grande exposição a céu aberto, com muita luz em diversos pontos da cidade.

O festival chega à sua 9º edição, e conta com a participação de artistas alemães e estrangeiros, que apresentam instalações de luz, projeções e videoarte nos mais famosos marcos de Berlim – como o Portão de Brandemburgo, a Catedral, a Coluna da Vitória, entre outros –,monumentos, ruas, praças, esculturas e bairros balados.



Além do espetáculo, o festival ainda contará com uma programação especial: tudo começará com a LightsOn, a grande abertura do evento às 19h30 do dia 19, na Praça Potsdamer. Já no dia 12, a OpenCity, dará ao público a oportunidade de visitar os prédios que se escondem por trás das fachadas iluminadas. No penúltimo dia do festival, o destaque será o festival de jazz que ocupará o parque Ministergärten.

Neste ano, o Festival of Lights acontecerá de 9 a 20 de outubro. Se estive por Berlim nesses dias, não perca esse show de luzes!